quarta-feira, 4 de junho de 2008

Dançarina de trem

A polícia de Bucareste está à procura de uma dançarina de pole dance descrita pelos passageiros como "bem-vestida, atraente, e uma possível estudante", se apresenta dentro de trens que trafegam normalmente pela cidade.
Em um aparelho de CD portátil, a dançarina coloca para tocar "You Can Leave Your Hat On", de Tom Jones. Ao som da música, ela começa a tirar a roupa e dançar ao redor de um dos mastros do trem.
Em seguida, ela veste-se novamente e passa pedindo que os passageiros depositem algum dinheiro em um recipiente. uma boa idéia, será que daria certo aqui no Brasil?

10 comentários:

pcso lotto result disse...

Yutarets! kasagad bah!

Vinícius Aguiar disse...

por isso que eu me lamento todo dia pelo fato de aqui em João Pessoa não ter trens nem metrôs!! que absurdo!!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

 Menina mãe! disse...

Nossa sinceramente eu acho que não, as pessoas iriam rir dela, os homens ate poderiam gostar, mas dai a dar dinheiro é dificil.
Obr pela visita volta sempre^^bjos!

mundo a fora disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkk

aki em Natal as coisas andam melhores, tem trem caindo aos pedaços mais tem. virou moda agora essa dança. dia dos namorados é o q não vai faltar. por isso vou partir para outras fantasias. >.<

consecutivo disse...

com a safadeza que anda o Brasil hoje em dia, duvido que faça alguma diferença alguem tirar a roupa no metro ou nao!

Antônio J. Xavier disse...

No Brasil ela no minimo seria encoxada e assediada de forma grosseira...
Mas é um trabalho como outro quakquer... heherhehee
Bjinhos
Posso te linkar?
Antonio

Ultra Violet disse...

Ixii acho q essa mulher ficaria rica aí no Brasil!

Já no Japão, seria presa!!!

Bjs.

Poeta Mauro Rocha disse...

Daria certo, ela de certo daria,rsrssrssrsrs

Um abraço e beijo.

MAURO ROCHA

Will disse...

huahauhauahauahu essa eu gostei, quero varias dessas na inauguração do metrô aqui de Fortal hehe

Blogger disse...

I have just installed iStripper, so I can have the sexiest virtual strippers on my desktop.