segunda-feira, 5 de maio de 2008

Ronaldo, no Lance Fenomenal em sua vida

Reportagem especial de Ronaldo França, capa da revista Veja desta semana, pergunta, se Ronaldo, que sempre foi capaz de dar a volta por cima, aos 31 anos, conseguirá superar o dano causado pelo escândalo com travestis?

Eleito por três vezes o melhor do mundo, ganhador de duas Copas e dono de um patrimônio de 250 milhões de dólares, Ronaldo, o "Fenômeno", é o mais bem-sucedido jogador de futebol da atualidade. Aos 31 anos de idade e dezessete de carreira, tornou-se uma celebridade global. Uma pesquisa feita pouco antes da Copa do Japão, ganha por ele para o Brasil, dava-o como o "ser humano mais conhecido do planeta". Mais recentemente, em outra pesquisa realizada por uma empresa de consultoria alemã, seu rosto aparece entre os três mais conhecidos do mundo. Nesse aspecto, seu sucesso lembra o de outro brasileiro: Pelé, o primeiro a ganhar fama mundial por seus feitos nos gramados. Vez por outra, no entanto, Ronaldo encarna Maradona, o ídolo argentino de talento estelar que se dedica com ardor quase profissional a se meter em confusões envolvendo mulheres, drogas e bebedeiras. Na semana passada, Ronaldo viu-se em meio a um escândalo cujo enredo e personagens fazem as barafundas do argentino parecer coisa de criança. O episódio incluiu três travestis cariocas, um quarto de motel de terceira categoria, gritaria, acusações de calote, extorsão e uso de drogas. A noitada acabou na delegacia. De lá, decolou para os jornais do mundo inteiro, que transbordaram de informações constrangedoras, incluindo especulações sobre as reais preferências sexuais do jogador e outros detalhes devastadores para a imagem do Fenômeno. VEJA reportagem completa.
Recentemente, ele associou-se a um empreendimento espanhol no Nordeste do Brasil, do qual também participam o ator Antonio Banderas e o inglês Beckham. esse empreendimento é aqui em Natal.
e você o que pensa sobre isso?

4 comentários:

mundo a fora disse...

e o traveco ainda tem meu nome escrito igual Andréia, mereço?!

huahuahauh

JV disse...

lol, se eu tivesse 250 milhões de dólares não estava muito preocupado com a reputação...por outro lado, em fim de carreira, é sempre bom gerar mídia, falem mal mas falem de mim.

[]´s

Thiago disse...

se eu tivesse 250 milhões e quisesse dar uma com um traveco ia procurar um mais bonitinho e menos caro, pq 50 mil por aquele canhão eu não pagava mesmo que tivesse 500 milhões.

aperitivus disse...

Bem...como eu não posso sou menina

eu não gastaria meu dinheiro...

midia com final de carreira realmente foi bem bolada

certeira hein!?

>.<